Um grande encontro entre o MAST e seu público

#turismocultural2017Foi um fim de semana de dias nublados. Mesmo assim, mais de 1.200 pessoas –  público formado em sua maioria por crianças  –  participaram das atividades educativas desenvolvidas no MAST durante a 9o. edição do Projeto “Turismo Cultural no Bairro Imperial de São Cristóvão”. O campus e os espaços do Museu e da Biblioteca se encheram com a alegria e entusiasmo da garotada que queria tudo ver e de tudo participar, sempre em busca de aventuras e descobertas.

Famílias como a de Rosangela e João Luis, moradores do bairro das Laranjeiras, não economizaram elogios às atividades que aconteceram no MAST: “É a terceira vez que fazemos o roteiro do turismo cultural aqui no Museu e acho um programão. O pessoal nos recebe muito bem, oferece opções variadas, que fazem a gente se interessar por ciência e o lugar é super seguro. Meus filhos adoram: gostam tanto que hoje trouxemos primos, tias e irmãos”, diz Rosangela.

O filho Lucas, de 10 anos, concorda: “Tá muito bom, tem muita coisa pra aprender. Os cientistas, eles que são os astros da vida, eles descobrem coisas; agora eles descobriram um negocio que eu ia querer descobrir – um meteoro gigante, feito de ferro, e de pedra” , diz o menino entusiasmado. “E aquelas antenas ali? Muito irado! Andei na lua, fui no teatro, agora minha mãe disse que tem um pessoal contando histórias, vamos lá? “, convida a irmãzinha menor.

Paraenses de Belém,  o casal de turistas e as filhas chegaram ao MAST por acaso, tinham  visitado o Museu Nacional quando encontraram um dos ônibus que faziam o percurso turístico. As garotas gostaram. “Gostei não, eu amei tudo!” afirma Mariana com segurança, enquanto a irmã completa: “Andei na lua, brinquei com meteoros, mas não vi o sol de pertinho por causa das nuvens. Quero voltar prá este lugar”, informa Marília.

Enquanto  a animação e a curiosidade da criançada corriam soltas nos  espaços do campus e dos prédios do Museu e da Biblioteca, uma equipe composta por quase 200 pessoas – incluindo o pessoal das instituições  parceiras que aqui desenvolveram suas atividades –  trabalharam para garantir a realização da programação, o funcionamento da estrutura e a segurança dos locais.

“O que nos move é a emoção que sentimos no olhar e no sorriso das crianças, na curiosidade e na vontade de saber mais dos jovens e adultos, é a certeza de que estamos contribuindo para incentivar o gosto pela ciência. E assim cumprir uma das mais importantes missões do MAST, que é ampliar o acesso da sociedade ao conhecimento científico e tecnológico por meio da divulgação e do incentivo à educação em ciência”, afirmou  Amannda Amorim Duarte, chefe do Serviço de Programas Educacionais.

Comments

comments